segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

MUSIC

Fechei os olhos
E dei de cara com a sensibilidade rouca
Entremeada de falsetes
Eddie Vedder
Falou-me diretamente
Ao peito
Ben Harper soou sinceramente
De um jeito!...
Jack Johnson e todo azul do mar...
Ah!...
Dei stop pra todo o resto...
Peguei meu violão 
E aquele passaporte 
Com "zero" de pretensão,
E me pus a tocar
De modo simples... Simplório.
Vou longe...
Mas volto.
Quero apenas
Em melodias nobres
Sem pressa
Navegar.

by L.L.




13 comentários:

  1. "Sensibilidade rouca" foi al-go! Deu até pra sentir aqui.... hehehe! Bjs, Liza! Ótima semana pra ti!!!

    ResponderExcluir
  2. [lindo!
    ... sempre no
    movimento circular das estrelas]

    beij0

    ResponderExcluir
  3. Um poema musical, gostei muito.
    É magnífico, como sempre.
    Liza, desejo que tenhas uma boa semana.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  4. Quem dera, de olhos fechados, deixássemos que alguns acordes nos conduzissem, olhos fechados, ao mundo interior, e, zero outra intensão, nos deleitássemos em saber que por um momento, apenas por um momento, fomos melodia sintonizada aos sons do mundo, fomos poema sintonizado à eternidade dos sonhos... Molto bella. És muito bela em tudo que escreves. Beijosssssss

    ResponderExcluir
  5. É muito bom navegar. Gostei muito desta poesia.
    Desejo que esteja bem.Bj.
    Irene Alves

    ResponderExcluir
  6. Cá estive de novo e deixo-lhe um beijinho
    Irene Alves

    ResponderExcluir
  7. Perfeita navegação em versos...

    Beijo.

    ResponderExcluir
  8. Viajei nessa sensibilidade rouca...devagar, pois tenho pressa...lindo poema. Beijos com carinho

    ResponderExcluir
  9. Sensibilidade é a sua forma de escrever. Lindo! Beijos.

    ResponderExcluir
  10. Se fechas os olhos durante muito tempo, não escreves poemas.
    Espero que esteja tudo bem contigo.
    Beijos, querida amiga Liza.

    ResponderExcluir
  11. Me esqueceu?????
    Olha que roubo o teu violão e as tuas poesias!
    Beijão...

    ResponderExcluir
  12. Amiga estive de novo aqui. Desejo muito que se encontre bem.
    Bj.
    Irene Alves

    ResponderExcluir
  13. Liza, linda poesia. A música faz um limpeza em nosso coração, nos transporta para outras dimensões, nos encanta, e somos os teus servos, súditos, que apenas queremos lhe prestar louvor com a humildade que temos diante da sua soberania indiscutível.
    Amei!!!!!!!!!!!!!!!!!
    Beijos na alma e paz!

    ResponderExcluir