segunda-feira, 13 de março de 2017

Das coisas amenas...

E sabendo 
Do quão vaga
E curta
É nossa "estadia"
Sigo,
Ora - frenética..
Ora - lenta..
Sempre que possível
Lançando mão
De gestos
Amenos

Regando 
A essência
Da meninice 


Que é pra não agastar
Em demasia
Essa fina casca
Que Deus me deu

Que é pra não
Me perder
Das coisas que
Melhor
Me definem
Me abrigam
E me faz
Dormir
Em paz...

liza
leal


Um comentário:

  1. Que sigamos sempre assim...suave ou intensamente!!!
    abraços meus.

    ResponderExcluir